TOP Destinos

TagTagMonaco

Jantar em qualquer lugar do mundo sem sair de Mônaco

Mônaco tem os dois quilômetros quadrados mais sofisticados e internacionais do planeta. Por ser um destino tão procurado por visitantes de todas as partes, o pequeno país localizado entre a França e o Mediterrâneo, tem restaurantes com os mais diversos tipos de gastronomia. É possível jantar em qualquer lugar do mundo sem sair do principado. Entre os 170 restaurantes espalhados pela região, há desde os que servem a tradicional cozinha mediterrânea e francesa até a asiática e outras exóticas. Alguns dos chefs mais renomados já levaram sua culinária para essa região às margens do Mediterrâneo.

Blue Bay

 

Todo ano novos restaurantes são inaugurados. Os que estão lá, orgulham-se de seus pratos, seus prêmios e suas estrelas Michelin. Seis deles colecionam nove estrelas do conceituado guia, sendo que a mais nova foi obtida pelo Blue Bay, que fica no Monte-Carlo Bay Hotel & Resort e apresenta uma culinária original e inventiva.

Song Qi

 

Um dos restaurantes mais recentes é o Song Qi, o primeiro chinês de alta gastronomia em Mônaco comandado pelo estrelado chef Alan Yau, dos restaurantes Hakassan. A gastronomia asiática se faz presente em Mônaco com alguns dos melhores restaurantes do mundo no principado. Dentro do Hotel Metropole Monte-Carlo está o Yoshi, primeiro restaurante japonês de Joël Robuchon. O Yoshi também ganhou uma estrela, justamente por criar um mix diferenciado da cozinha japonesa contemporânea e tradicional. Quem também trouxe o melhor da culinária japonesa para a região foi o chef-celebridade Nobuyuki “Nobu” Matsuhisa, dono da cadeia de nome homônimo. Seu restaurante Nobu, fica no hotel Fairmont Monte Carlo.

Nobu

 

Ainda há o Buddha Bar Monte-Carlo, que fica anexado ao prédio do Cassino de Monte-Carlo e tem um lounge relaxante e dramático.

Os que preferem uma experiência estrelada da melhor culinária mediterrânea, podem optar pelo famoso restaurante Joël Robuchon Monte-Carlo, que fica dentro do Hôtel Metropole Monte-Carlo e possui duas estrelas Michelin. Robuchon levou para Mônaco o código de culinária usado em seus restaurantes do mundo todo, que consiste em não ter mais do que três sabores no mesmo prato.

Jöel Robuchon

 

Apaixonado por Mônaco, o chef mais estrelado do guia Michelin, ainda tem mais um restaurante na cidade, o Odyssey, na piscina do hotel, projetado e decorado pelo estilista Karl Lagerfeld.

Odyssey

 

Massas, risotos e o melhor da culinária italiana também estão em Mônaco. Lá há o La Trattoria, também do chef Alain Ducasse, que tem uma adega muito variada, com vinhos produzidos em uma área que se estende da Liguria até a Sicília.

Um dos franceses mais elegantes do principado é o Le Louis XV – Alain Ducasse, no Hôtel de Paris, do chef Alain Ducasse, um dos mais premiados e reverenciados chefs do mundo. Ducasse reabriu as portas em 2015 com um menu francês e um cenário que lembra a Versailles do século XVII. O restaurante que possui três estrelas Michelin tem uma adega lendária com mais de 400 mil garrafas de vinho, incluindo alguns muito raros e valiosos.

Le Louis XV – Alain Ducasse

 

Mônaco é cheio de histórias de reis, príncipes e princesas, tanto que algumas delas, migraram até para o mundo gastronômico. Foi no popular Café de Paris, em seu terraço exterior, jantando ao ar livre, que o Crêpe Suzette foi inventado, em 1896. Quando o futuro rei da Inglaterra, Edward II, jantava na companhia de uma jovem mulher, o chef Carpentier teve a ideia de servir crepes com Grand Marnier e suco de laranja. Sem querer, as panquecas pegaram fogo, mas foram servidas ao príncipe mesmo assim, que adorou e decidiu nomeá-las em homenagem a sua jovem convidada: Suzette.

Cafe de Paris

 

Apesar da variedade de pratos ser internacional, Mônaco tem sua própria gastronomia, que une a cozinha do sul da França (Provence, Nice) com a da Itália. O Mar Mediterrâneo também exerce uma forte influência em Mônaco, oferecendo uma grande variedade de peixes. Para pratos monegascos tradicionais, uma boa pedida são os restaurantes localizados em Monaco-Ville, próximos ao Palácio do Príncipe: Castleroc – um favorito de locais e visitantes com pratos tradicionais – ou o novo e aconchegante La Montgolfière – Henri Geraci.

E como Mônaco é uma cidade para se curtir com calma cada momento, aos que gostam de saborear um drink, há o dramático Saphir 24 Lounge & Bar, localizado dentro do Hotel Fairmont Monte Carlo, com um ambiente luxuoso e contemporâneo e uma vista estonteante.

Imagem relacionada
Saphyr

 

E se depois de alguns excessos, chegar o momento de saborear o melhor da culinária orgânica, a dica é o L’ Elsa, principal restaurante do Monte-Carlo Beach Hotel, certificado como orgânico em 2013 pelo “Ecocert”, líder francês em certificados de conservação orgânica. O L’ Elsa ganhou uma estrela Michelin em 2014 e serve frutos do mar sazonais com um toque moderno aos pratos tradicionais da riviera dos anos 20 e 30.

L’ Elsa

 

Seja na culinária monegasca, na italiana, francesa ou oriental, Mônaco agrada todos os gostos.

 

Para saber mais, acesse: http://www.visitemonaco.com/

Leia Também

 

Visite Mônaco e seus eventos famosos

 

Visite Mônaco e seus eventos famosos

Poucos eventos no mundo tem o charme do Monte-Carlo Rolex Masters, que reúne os melhores tenistas do mundo em um torneio emocionante.

 

Dias de amor em Mônaco

 

Dias de amor em Mônaco