TOP Destinos

ExperiênciaExperiênciaCultural

Participar da cerimônia do chá no Japão

O Japão é um país moderníssimo que nunca deixou de cultivar e valorizar suas tradições. Um exemplo é a Cerimônia do Chá (que tem mais de mil anos), arte de preparar e servir o chá verde, a matcha, a seletos convidados. Este ritual sinestésico se chama Chanoyu, Sado ou Ocha e era inicialmente realizado por sacerdotes zen-budistas. Depois, aos poucos, foi sendo apropriado pela classe superior. Hoje também é oferecido, com a mesma delicadeza e respeito, em Casas de Chá para turistas.

A cerimônia envolve diferentes artes japonesas. Primeiro a jardinagem, já que as casas de chá são cercadas por perfumados jardins, que devem ser atravessados. Depois, o vestir-se apropriadamente com quimonos ricos e elaboradíssimos. Também a ambientação, com arranjos de flores e aromaterapia, e a caligrafia do convite são importantes. Sem esquecer da escolha da cerâmica apropriada e da disposição dos utensílios sobre o tatame. Por fim, o fundamental: a sequência de movimentos para a preparação da bebida. Cada detalhe é pensado, cada gesto faz parte de um ritual ensaiado. Nada é por acaso.

Não é a toa que quem oferece o chá passa por mais de dez anos de estudos. Também os convidados, cinco no máximo por sala, têm de seguir a etiqueta para o respeitoso ritual. É designado um convidado de honra a quem cabe o papel de perguntar detalhes sobre o chá: de onde é a louça, quem a fez, como a fez, etc. Todos os convidados recebem uma preleção sobre a etiqueta necessária para participar da cerimônia que dura aproximadamente duas horas. Nas casas de chá é possível solicitar que a cerimônia seja guiada e que cada mínimo detalhe seja explicado.

Quando ir: o ano inteiro, mas a cerimônia muda um pouco do inverno para o verão.

Quem leva: Gladtur.

Ideal para: pessoas interessadas em aprender sobre diferenças culturais.

Uma alternativa: Um banho turco, que é outra tradição muito antiga.

Para se inspirar: leia Musashi, de Eiji Yoshikawa, um romance épico japonês.

Leia Também

 

Zanzibar, Himalaia, Uyuni, Daguestão e muito mais na nova revista TOP Destinos

 

Zanzibar, Himalaia, Uyuni, Daguestão e muito mais na nova revista TOP Destinos

 

Viver 48 horas em Évora, no Alentejo

 

Viver 48 horas em Évora, no Alentejo

 

Música e festa nas montanhas nevadas do Chile

 

Música e festa nas montanhas nevadas do Chile

Chillán, umas das principais cidade do esqui no Chile, recebe o Corona Sunsets Festival