TOP Destinos

Compartilhar:

chileSantiago

 
Avalie esse destino:
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas

São mais de cinco milhões de habitantes, mas ao contrário de outras grandes capitais, Santiago é organizada, limpa e tranquila, um reflexo de seu povo. A cidade cresceu, se modernizou e implantou um modelo de eficiência que a diferencia de suas coirmãs sul-americanas.


Além disso, é uma cidade com muito a mostrar, desde os edifícios históricos do centro, onde estão as principais atrações, passando por Providencia, importante polo comercial, e chegando aos novos bairros de Golf e Vitacura, com suas avenidas largas e prédios moderníssimos, região de negócios e de lazer da elite.

 

Boragó

Nueva Costanera 3467, Vitacura, Chile

Principal representante da cozinha contemporânea chilena, utiliza ingredientes locais de pequenos produtores. Curiosidade: a água servida provém de chuva da Patagônia.

VISITE O SITE
 

Bistrô km0

Isidora Goyenechea 3000, Las Condes, Chile

A decoração moderna e bonita e uma adega com mais de quatro mil rótulos chamam a atenção no restaurante, que oferece frutos do mar, massas e carnes.

VISITE O SITE
 

Aquí está Coco

La Concepción 236, Providencia, Chile

Mais respeitado chef do país, Jorge "Coco" Pacheco comanda o primeiro restaurante sustentável da capital, especializado em peixes e frutos do mar.

VISITE O SITE

 

W Santiago

Isidora Goyenechea 3000, Las Condes, Chile

Moderno e mais badalado hotel da cidade, com localização privilegiada, funciona num complexo com escritórios e um pequeno shopping de luxo no térreo e tem três restaurantes. A recepção fica no quarto andar.

VISITE O SITE
 

The Aubrey

Constitución 299, Santiago, Chile

Na parte mais tranquila do boêmio bairro de Bellavista, é o mais romântico dos hotéis de Santiago. Numa mansão de luxo, ao pé do Cerro San Cristóbal, está perto de La Chascona, a casa de Pablo Neruda na capital.

VISITE O SITE
 

Le Rêve

Orrego Luco 23, Providencia, Chile

Hotel boutique situado no bairro de Providencia, combina luxo e bom gosto na decoração, desde o pátio, de inspiração francesa, ao saguão e quartos. São 31 acomodações distribuídas em quatro andares.

VISITE O SITE

    Plaza de Armas
  1. Bem arborizada, a Plaza de Armas, berço da cidade, é repleta de esculturas, estátuas e monumentos. E está rodeada por prédios históricos como a Catedral Metropolitana, o Correio e o Museu Histórico Nacional.

    Museu de Arte Precolombino
  2. Antes da chegada dos espanhóis à América, os nativos já exibiam uma cultura artística impressionante. No Museu de Arte Precolombino, dá para constatar, em suas várias salas, o talento de maias, incas e chilenos.
  3. Do alto dos seus 880 metros, o mirante do Cerro San Cristóbal proporciona uma visão panorâmica da capital chilena. Mais central, o pequeno Cerro Santa Lucia também permite conhecer melhor outros ângulos de Santiago.
  4. O Palacio de la Moneda, sede do governo federal, um belo edifício de 1805, ainda guarda marcas de balas do golpe de 1973, que derrubou Salvador Allende. É cercado por uma praça florida perfeita para caminhadas.
  5. A Vila Madalena de Santiago é o bairro Bellavista, com bares descolados à noite e interessantes restaurantes para o almoço, além de lojas de artesanato. O Pátio Bellavista é o epicentro da diversão.
Bicentenário

6. Para passear e relaxar, Santiago oferece dois ótimos parques: Bicentenário e O’Higgins. O primeiro é dos mais tradicionais e amplos da cidade, enquanto o segundo, inaugurado em 2010, está no elegante bairro de Vitacura.

7. O Museu da Memória e Direitos Humanos guarda em seus espaços os registros das violações a direitos humanos ocorridas na ditadura Pinochet, de 73 a 1990. Outra opção é o Museu da Solidariedade Salvador Allende, de arte moderna.

Concha & Toro

8. E para quem gosta de vinho há bons programas perto da capital. De automóvel se gasta uma hora para chegar às tradicionais vinícolas Concha y Toro e Cousiño Macul, que tem visitas guiadas diariamente.

9. Há quatro estações de esqui a menos de 50 km de Santiago. A mais famosa, alta e sofisticada é a de Valle Nevado, com seu teleférico em cabine fechada, que leva a um restaurante no meio das pistas, a 3.200 metros.

10. Na Plaza de la Cultura, bem no centro da cidade, em uma antiga estação de trem, fica o Centro Cultural Mapocho, onde se lê poesia, há exposições de arte muita música e apresentações de dança.

  1. O Mercado Central é lindo – uma estrutura de ferro muito bem trabalhada -, mas difícil apreciar o local tendo de se livrar a todo momento de garçons que querem praticamente obrigá-lo a entrar em um dos muitos restaurantes. Mas vale comer por lá.
  2. Santiago está num vale, cercada pelos Andes, e a vista da cordilheira é incrível. Mas não é muita gente que teve o privilégio de admirá-la. A forte e frequente neblina costuma ser um estraga-prazeres para os viajantes.

    Pisco Sour
  3. Caipirinha, no Brasil; pisco sour, no Chile. Ele está presente em todas as cartas de drinques, desde o simples boteco ao restaurante mais chique. E trazer uma garrafa de pisco é quase uma obrigação. (Há uma briga sobre a autoria do pisco entre chilenos e peruanos).
  4. Neve continua objeto de desejo de qualquer brasileiro. E perto de Santiago há várias estações de esqui, bem estruturadas para receber os visitantes. Mas a neve só aparece mesmo de junho a setembro.
  5. O passeio às vizinhas Valparaíso e Viña del Mar faz parte de qualquer roteiro de quem está em Santiago. É um bate-volta tranquilo, pois só se percorre 140 quilômetros. Valparaíso é um porto pitoresco; Viña, o balneário clássico.

Segura e hospitaleira, Santiago há muito conquistou os brasileiros. Passear pelo movimentado e organizado centro, tocar a neve, admirar os Andes em dia de céu limpo, comer e beber muito bem em bairros animados e aproveitar a rica cena cultural da cidade são apenas alguns dos pequenos prazeres que a capital chilena proporciona. Mas há muito mais: e você é quem vai descobrir a sua Santiago.

La Chascona

 

 

O Nobel de Literatura Pablo Neruda é quase uma entidade no Chile.

Três de suas belas casas foram transformadas em museus, como uma espécie de culto à sua complexa personalidade.

A visita às tranquilas moradas em Isla Negra, a 100 km de Santiago, em Valparaiso (La Sebastiana) e na capital (La Chascona) é uma imperdível viagem pelo universo do poeta, pela cultura chilena e pela história do século 20.

Nessa última, no bairro de Bellavista, você verá o Prêmio Nobel recebido por Neruda.

Cultura

Gastronomia

Boragó

Nueva Costanera 3467, Vitacura, Chile

Bistrô km0

Isidora Goyenechea 3000, Las Condes, Chile

Aquí está Coco

La Concepción 236, Providencia, Chile

Hospedagem

W Santiago

Isidora Goyenechea 3000, Las Condes, Chile

The Aubrey

Constitución 299, Santiago, Chile

Le Rêve

Orrego Luco 23, Providencia, Chile

Noite

Consumo

Esportes

Música

Pontos Turísticos

10 coisas que você deve fazer

    Plaza de Armas
  1. Bem arborizada, a Plaza de Armas, berço da cidade, é repleta de esculturas, estátuas e monumentos. E está rodeada por prédios históricos como a Catedral Metropolitana, o Correio e o Museu Histórico Nacional.

    Museu de Arte Precolombino
  2. Antes da chegada dos espanhóis à América, os nativos já exibiam uma cultura artística impressionante. No Museu de Arte Precolombino, dá para constatar, em suas várias salas, o talento de maias, incas e chilenos.
  3. Do alto dos seus 880 metros, o mirante do Cerro San Cristóbal proporciona uma visão panorâmica da capital chilena. Mais central, o pequeno Cerro Santa Lucia também permite conhecer melhor outros ângulos de Santiago.
  4. O Palacio de la Moneda, sede do governo federal, um belo edifício de 1805, ainda guarda marcas de balas do golpe de 1973, que derrubou Salvador Allende. É cercado por uma praça florida perfeita para caminhadas.
  5. A Vila Madalena de Santiago é o bairro Bellavista, com bares descolados à noite e interessantes restaurantes para o almoço, além de lojas de artesanato. O Pátio Bellavista é o epicentro da diversão.
Bicentenário

6. Para passear e relaxar, Santiago oferece dois ótimos parques: Bicentenário e O’Higgins. O primeiro é dos mais tradicionais e amplos da cidade, enquanto o segundo, inaugurado em 2010, está no elegante bairro de Vitacura.

7. O Museu da Memória e Direitos Humanos guarda em seus espaços os registros das violações a direitos humanos ocorridas na ditadura Pinochet, de 73 a 1990. Outra opção é o Museu da Solidariedade Salvador Allende, de arte moderna.

Concha & Toro

8. E para quem gosta de vinho há bons programas perto da capital. De automóvel se gasta uma hora para chegar às tradicionais vinícolas Concha y Toro e Cousiño Macul, que tem visitas guiadas diariamente.

9. Há quatro estações de esqui a menos de 50 km de Santiago. A mais famosa, alta e sofisticada é a de Valle Nevado, com seu teleférico em cabine fechada, que leva a um restaurante no meio das pistas, a 3.200 metros.

10. Na Plaza de la Cultura, bem no centro da cidade, em uma antiga estação de trem, fica o Centro Cultural Mapocho, onde se lê poesia, há exposições de arte muita música e apresentações de dança.

5 coisas que você não pode evitar

  1. O Mercado Central é lindo – uma estrutura de ferro muito bem trabalhada -, mas difícil apreciar o local tendo de se livrar a todo momento de garçons que querem praticamente obrigá-lo a entrar em um dos muitos restaurantes. Mas vale comer por lá.
  2. Santiago está num vale, cercada pelos Andes, e a vista da cordilheira é incrível. Mas não é muita gente que teve o privilégio de admirá-la. A forte e frequente neblina costuma ser um estraga-prazeres para os viajantes.

    Pisco Sour
  3. Caipirinha, no Brasil; pisco sour, no Chile. Ele está presente em todas as cartas de drinques, desde o simples boteco ao restaurante mais chique. E trazer uma garrafa de pisco é quase uma obrigação. (Há uma briga sobre a autoria do pisco entre chilenos e peruanos).
  4. Neve continua objeto de desejo de qualquer brasileiro. E perto de Santiago há várias estações de esqui, bem estruturadas para receber os visitantes. Mas a neve só aparece mesmo de junho a setembro.
  5. O passeio às vizinhas Valparaíso e Viña del Mar faz parte de qualquer roteiro de quem está em Santiago. É um bate-volta tranquilo, pois só se percorre 140 quilômetros. Valparaíso é um porto pitoresco; Viña, o balneário clássico.

O que há de especial

Segura e hospitaleira, Santiago há muito conquistou os brasileiros. Passear pelo movimentado e organizado centro, tocar a neve, admirar os Andes em dia de céu limpo, comer e beber muito bem em bairros animados e aproveitar a rica cena cultural da cidade são apenas alguns dos pequenos prazeres que a capital chilena proporciona. Mas há muito mais: e você é quem vai descobrir a sua Santiago.

TOP

La Chascona

 

 

O Nobel de Literatura Pablo Neruda é quase uma entidade no Chile.

Três de suas belas casas foram transformadas em museus, como uma espécie de culto à sua complexa personalidade.

A visita às tranquilas moradas em Isla Negra, a 100 km de Santiago, em Valparaiso (La Sebastiana) e na capital (La Chascona) é uma imperdível viagem pelo universo do poeta, pela cultura chilena e pela história do século 20.

Nessa última, no bairro de Bellavista, você verá o Prêmio Nobel recebido por Neruda.

  •   Todos

  •   Cultura

  •   Gastronomia

  •   Hospedagem

  •   Noite

  •   Consumo

  •   Esporte

  •   Música

  •   Pontos
    turísticos
Avalie esse destino:
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas

Instagram

Marque suas fotos com a localização e a hashtag #topdestinos para aparecer no nosso mural.

Leia Também

 

Santiago de Compostela

 

Santiago de Compostela

Quem já esteve em Santiago de Compostela sabe que sempre será indagado sobre o roteiro que fez para chegar lá. Foi a pé ou de bicicleta? Partiu da Espanha, da França ou de Portugal? A…

 

Ouro Preto

 

Ouro Preto

A 95 quilômetros de Belo Horizonte, encarapitada nas montanhas de Minas, Ouro Preto preserva um rico passado. Fundada no início do século 18, a cidade conta com um fascinante conjunto de casas, igrejas, praças e…

 

Copenhage

 

Copenhage

Uma das capitais mais antigas da Europa, tem rei, rainha e, apesar de manter os ares aristocráticos, é uma cidade moderna, sustentável, cultural, cheia de vida. Tem prédios de arquitetura arrojada, parques impecáveis, restaurantes gourmet,…

  •   Todos

  •   Cultura

  •   Gastronomia

  •   Hospedagem

  •   Noite

  •   Consumo

  •   Esporte

  •   Música

  •   Pontos
    turísticos