TOP Destinos

Compartilhar:

CaribeRepública Dominicana

 
Avalie esse destino:
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas

Com 1,5 mil quilômetros de praias de areias branquíssimas e de águas azuis cristalinas, a Dominicana é sinônimo de Caribe. Mas, por melhor que isso possa parecer, há muito mais neste país de nove milhões de habitantes, que ocupa dois terços da Ilha Hispaniola. História é o que não falta, principalmente na capital Santo Domingo. Berço das Américas, foi a primeira cidade fundada no Novo Mundo, em 1496, por Bartolomeu, irmão de Cristóvão Colombo.

 

Simon Mansion Restaurant

Km.28No.74, Macao, La Altagracia, República Dominicana

O mais badalado da dúzia de restaurantes do Hard Rock de Punta Cana, o Simon tem decoração elegante, atendimento gentil e cozinha internacional de qualidade.

VISITE O SITE
 

Pat’e Palo

Calle La Atarazana 25,Santo Domingo,República Dominicana

Em um edifício de 1505, na Praça de Espanha, a festejada brasserie oferece sofisticação e culinária europeia. Os garçons se vestem de pirata, pois o nome da casa remete ao Capitão Pat’e Palo, pirata e dono da primeira taverna no Novo Mundo.

VISITE O SITE
 

Mesón d’Bari

Calle Hostos 302, Santo Domingo, Distrito Nacional, República Dominicana

No centro histórico, é um recanto boêmio, frequentado pelos descolados locais. Instalado numa mansão colonial, tem decoração com fotos de clientes famosos e jazz ao vivo durante a semana. Culinária típica da ilha.

VISITE O SITE

 

Nicolas de Ovando

Cuidad Colonial, Calle Las Damas, Santo Domingo 10210, República Dominicana

Encravado na cidade colonial de Santo Domingo, na primeira rua pavimentada das Américas, ocupa um palácio do século 16, que foi restaurado e transformado em um cinco estrelas, com piscina, restaurante, bar e centro esportivo.

VISITE O SITE
 

Paradisus Palma Real

Playa de Bávaro, Av. Alemanio, Punta Cana 23000, República Dominicana

Um dos mais sofisticados de Punta Cana, leva golfe e spa resort no nome. Além dessas atrações, tem cinco quadras de tênis e sete restaurantes, entre eles o Passion by Martín Berasategui, do estrelado chef basco.

VISITE O SITE
 

Hard Rock Hotel & Casino

Blvd. Turístico del Este, km 28, Macao, Punta Cana

O melhor exemplo de luxo e grandiosidade. São 1790 quartos – todos com banheiras de hidromassagem ao pé da cama -, 11 restaurantes, 12 bares, spa, salão de beleza, cassino, boate, campo de golfe e oito piscinas ao lado da praia.

VISITE O SITE

  1. Santo Domingo é o polo cultural do país, mas os viajantes vão adorar também os 16 grandes hotéis internacionais, com seus cassinos e atividades de lazer. Cansado de jogar? Aproveite o Malecón, a longa avenida costeira, com seus quiosques e calçadas ocupadas pelo trânsito do jogging.
  2. A Praça Espanha fervilha à noite, com mesas nas calçadas, música ao vivo e dezenas de bares e restaurantes. Nela, destaca-se o Alcácer de Colón, o palácio do vice-rei, construído por Diego Colombo, filho primogênito de Cristóvão, entre 1510 e 1514, que virou museu e retrata a vida do vice-rei e sua família, com objetos e réplicas da época.
  3. Da praça passa-se à Calle de las Damas, a primeira rua pavimentada da América, toda de paralelepípedos. Nela fica o atual Museu das Casas Reais, criado em 1973. Na verdade eram dois palácios, construídos em 1511, que serviram como o primeiro tribunal do Novo Mundo e residência dos governadores.
  4. No Parque Colón, antiga Plaza Mayor, reina a Catedral Primada, que teve sua construção iniciada em 1512. Como quase tudo em Santo Domingo também ostenta um título inédito: o de primeira catedral católica da América. Na disputa com Sevilha, os dominicanos garantem que os despojos de Colombo repousam lá.
  5. Nos oito km de praias de areia branca e mar azul, mais de 50 hotéis se oferecem aos viajantes. Punta Cana tem tarifas baixas, sistema all-inclusive e conceito de luxo, tirado dos resorts mexicanos. As construções não podem ultrapassar a altura de uma palmeira média – cerca de 15 metros – e hospedam três milhões de pessoas por ano.
  6. Uma das excursões preferidas de quem fica em Punta Cana é o Marinarium, na praia Cabeza de Toro. A grande sensação é nadar – e até tocar, dependendo da coragem – ao lado dos tranquilos e inofensivos tubarões-gatos e raias, numa área delimitada dentro de um parque marinho de 40 mil m2.
  7. Réplica de um vilarejo medieval italiano, La Romana fica na parte alta do Río Chavón. Seu anfiteatro em estilo romano é usado para concertos e atrai músicos internacionais e locais. Os prédios de pedras abrigam galerias, restaurantes, lojas chiques e um excelente museu arqueológico.
  8. Da praia de Bayahibe, a uma hora de Punta Cana, saem barcos para a fantástica ilha Saona, a mais completa tradução de Caribe. O passeio dá direito a um mergulho na piscina natural de Palmilla e fotos com as gigantescas estrelas-do-mar, abundantes na região.
  9. De novembro a março elas tomam conta da Baía de Samaná, considerada um dos dez melhores lugares do mundo para observação de baleias. As jubartes vêm todos os anos e dão cria no Santuário Nacional de Mamíferos Marinhos. Há passeios de barco que levam os visitantes bem perto das baleias.
  10. As cavernas são atrações no país. A mais famosa em Santo Domingo é a Cuevas Los Tres Ojos, dentro do Parque Mirador del Leste, na saída da capital. Os “três olhos” são, na verdade, lagos subterrâneos de águas cristalinas, batizados de “Águas Azuladas”, “La Nevera” e “Lago de Las Damas”. Há passeios de bote pelo “La Nevera”.

  1. Joalherias e lojas de bijuterias estarão sempre pelo caminho, principalmente na capital, oferecendo joias feitas com âmbar, pedra semipreciosa que existe em abundância na ilha. O dominicano é considerado o melhor do mundo, pelo seu alto grau de transparência e variedade de coloração.
  2. Povo musical, os dominicanos adoram o merengue, o ritmo nacional. Mas é a bachata, versão mais lenta do merengue, que agrada os românticos. Juan Luís Guerra, o Roberto Carlos local, já foi gravado até por Fagner.
  3. Charutos são orgulho dos locais. Para experimentar um Cohiba, por exemplo, visite a Boutique del Fumador, em frente à catedral, no centro da capital. Dá para apreciar in loco o trabalho do tabaqueiro, que chega a confeccionar 200 unidades por dia.
  4. Se os charutos rivalizam com os cubanos, o rum não fica atrás. Três marcas dominam o mercado local: Barceló, o mais sofisticado; Brugal, o mais popular, e Bermudez, o mais antigo.
  5. Garotos com tacos e luvas ao invés de uma bola de futebol? Não estranhe. O beisebol é o esporte número um do país, que se ufana de ter revelado e exportado para os EUA alguns dos maiores craques do planeta, como Sammy Sosa e Alex Rodriguez.

Andar pelo centro histórico de Santo Domingo é conviver com o legado de Colombo. As ruas de paralelepípedos parecem ecoar ainda os passos dos primeiros conquistadores que pisaram a ilha. Mas a Dominicana tem muito mais. Montanhas, cavernas, fauna e flora ricas, praias lindíssimas, esportes de mar, pesca, campos de golfe, resorts magníficos e segurança completam o pacote de benesses. Para torná-lo ainda melhor, o elemento humano. O dominicano é um povo alegre, musical e hospitaleiro, mesmo com a grande desigualdade social ainda existente.

Que tal aprender a jogar golfe em Punta Cana? Lá existe uma dezena de campos, alguns à beira mar, todos com a assinatura de grandes campeões. O de Cap Cana, um imenso complexo hoteleiro, foi desenhado por Jack Nicklaus, lenda do esporte. Donald Trump, proprietário de uma vila, costumava bater sua bolinha ali antes de tentar a candidatura a presidente dos EUA. Já o Cocotal Golf & Country Club tem um campo de 27 buracos, o maior da região, e oferece aulas aos interessados.

Cultura

Gastronomia

Simon Mansion Restaurant

Km.28No.74, Macao, La Altagracia, República Dominicana

Pat’e Palo

Calle La Atarazana 25,Santo Domingo,República Dominicana

Mesón d’Bari

Calle Hostos 302, Santo Domingo, Distrito Nacional, República Dominicana

Hospedagem

Nicolas de Ovando

Cuidad Colonial, Calle Las Damas, Santo Domingo 10210, República Dominicana

Paradisus Palma Real

Playa de Bávaro, Av. Alemanio, Punta Cana 23000, República Dominicana

Hard Rock Hotel & Casino

Blvd. Turístico del Este, km 28, Macao, Punta Cana

Noite

Consumo

Esportes

Música

Pontos Turísticos

10 coisas que você deve fazer

  1. Santo Domingo é o polo cultural do país, mas os viajantes vão adorar também os 16 grandes hotéis internacionais, com seus cassinos e atividades de lazer. Cansado de jogar? Aproveite o Malecón, a longa avenida costeira, com seus quiosques e calçadas ocupadas pelo trânsito do jogging.
  2. A Praça Espanha fervilha à noite, com mesas nas calçadas, música ao vivo e dezenas de bares e restaurantes. Nela, destaca-se o Alcácer de Colón, o palácio do vice-rei, construído por Diego Colombo, filho primogênito de Cristóvão, entre 1510 e 1514, que virou museu e retrata a vida do vice-rei e sua família, com objetos e réplicas da época.
  3. Da praça passa-se à Calle de las Damas, a primeira rua pavimentada da América, toda de paralelepípedos. Nela fica o atual Museu das Casas Reais, criado em 1973. Na verdade eram dois palácios, construídos em 1511, que serviram como o primeiro tribunal do Novo Mundo e residência dos governadores.
  4. No Parque Colón, antiga Plaza Mayor, reina a Catedral Primada, que teve sua construção iniciada em 1512. Como quase tudo em Santo Domingo também ostenta um título inédito: o de primeira catedral católica da América. Na disputa com Sevilha, os dominicanos garantem que os despojos de Colombo repousam lá.
  5. Nos oito km de praias de areia branca e mar azul, mais de 50 hotéis se oferecem aos viajantes. Punta Cana tem tarifas baixas, sistema all-inclusive e conceito de luxo, tirado dos resorts mexicanos. As construções não podem ultrapassar a altura de uma palmeira média – cerca de 15 metros – e hospedam três milhões de pessoas por ano.
  6. Uma das excursões preferidas de quem fica em Punta Cana é o Marinarium, na praia Cabeza de Toro. A grande sensação é nadar – e até tocar, dependendo da coragem – ao lado dos tranquilos e inofensivos tubarões-gatos e raias, numa área delimitada dentro de um parque marinho de 40 mil m2.
  7. Réplica de um vilarejo medieval italiano, La Romana fica na parte alta do Río Chavón. Seu anfiteatro em estilo romano é usado para concertos e atrai músicos internacionais e locais. Os prédios de pedras abrigam galerias, restaurantes, lojas chiques e um excelente museu arqueológico.
  8. Da praia de Bayahibe, a uma hora de Punta Cana, saem barcos para a fantástica ilha Saona, a mais completa tradução de Caribe. O passeio dá direito a um mergulho na piscina natural de Palmilla e fotos com as gigantescas estrelas-do-mar, abundantes na região.
  9. De novembro a março elas tomam conta da Baía de Samaná, considerada um dos dez melhores lugares do mundo para observação de baleias. As jubartes vêm todos os anos e dão cria no Santuário Nacional de Mamíferos Marinhos. Há passeios de barco que levam os visitantes bem perto das baleias.
  10. As cavernas são atrações no país. A mais famosa em Santo Domingo é a Cuevas Los Tres Ojos, dentro do Parque Mirador del Leste, na saída da capital. Os “três olhos” são, na verdade, lagos subterrâneos de águas cristalinas, batizados de “Águas Azuladas”, “La Nevera” e “Lago de Las Damas”. Há passeios de bote pelo “La Nevera”.

5 coisas que você não pode evitar

  1. Joalherias e lojas de bijuterias estarão sempre pelo caminho, principalmente na capital, oferecendo joias feitas com âmbar, pedra semipreciosa que existe em abundância na ilha. O dominicano é considerado o melhor do mundo, pelo seu alto grau de transparência e variedade de coloração.
  2. Povo musical, os dominicanos adoram o merengue, o ritmo nacional. Mas é a bachata, versão mais lenta do merengue, que agrada os românticos. Juan Luís Guerra, o Roberto Carlos local, já foi gravado até por Fagner.
  3. Charutos são orgulho dos locais. Para experimentar um Cohiba, por exemplo, visite a Boutique del Fumador, em frente à catedral, no centro da capital. Dá para apreciar in loco o trabalho do tabaqueiro, que chega a confeccionar 200 unidades por dia.
  4. Se os charutos rivalizam com os cubanos, o rum não fica atrás. Três marcas dominam o mercado local: Barceló, o mais sofisticado; Brugal, o mais popular, e Bermudez, o mais antigo.
  5. Garotos com tacos e luvas ao invés de uma bola de futebol? Não estranhe. O beisebol é o esporte número um do país, que se ufana de ter revelado e exportado para os EUA alguns dos maiores craques do planeta, como Sammy Sosa e Alex Rodriguez.

O que há de especial

Andar pelo centro histórico de Santo Domingo é conviver com o legado de Colombo. As ruas de paralelepípedos parecem ecoar ainda os passos dos primeiros conquistadores que pisaram a ilha. Mas a Dominicana tem muito mais. Montanhas, cavernas, fauna e flora ricas, praias lindíssimas, esportes de mar, pesca, campos de golfe, resorts magníficos e segurança completam o pacote de benesses. Para torná-lo ainda melhor, o elemento humano. O dominicano é um povo alegre, musical e hospitaleiro, mesmo com a grande desigualdade social ainda existente.

TOP

Que tal aprender a jogar golfe em Punta Cana? Lá existe uma dezena de campos, alguns à beira mar, todos com a assinatura de grandes campeões. O de Cap Cana, um imenso complexo hoteleiro, foi desenhado por Jack Nicklaus, lenda do esporte. Donald Trump, proprietário de uma vila, costumava bater sua bolinha ali antes de tentar a candidatura a presidente dos EUA. Já o Cocotal Golf & Country Club tem um campo de 27 buracos, o maior da região, e oferece aulas aos interessados.

  •   Todos

  •   Cultura

  •   Gastronomia

  •   Hospedagem

  •   Noite

  •   Consumo

  •   Esporte

  •   Música

  •   Pontos
    turísticos
Avalie esse destino:
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas

Instagram

Marque suas fotos com a localização e a hashtag #topdestinos para aparecer no nosso mural.

Leia Também

 

Edimburgo

 

Edimburgo

As colinas e planícies de Edimburgo testemunharam séculos de batalhas e conquistas. A capital dos escoceses, hoje uma das metrópoles mais tranquilas do mundo, expõe com orgulho seu esqueleto romano, a estrutura medieval e os…

 

Berna

 

Berna

A capital da Confederação Helvética, com seus poucos mais de 135 mil habitantes, tem um centro histórico de conto de fadas, uma arquitetura única, e foi declarada patrimônio mundial da humanidade. Mas não só de…

 

Marrakech

 

Marrakech

Um país que tem um pedaço no Saara, outro no Mediterrâneo e outro no Atlântico só pode ser muito especial. O Marrocos já sofreu sua cota pela posição privilegiada – sua história de guerras e…

  •   Todos

  •   Cultura

  •   Gastronomia

  •   Hospedagem

  •   Noite

  •   Consumo

  •   Esporte

  •   Música

  •   Pontos
    turísticos