TOP Destinos

Compartilhar:

CanadáVancouver

 
Avalie esse destino:
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas

 

Se você acha que o Rio de Janeiro é ‘bonito por natureza’, vai surpreender-se ao desembarcar em Vancouver. Ela tem uma geografia parecida, com montanhas, florestas urbanas e (isso o Rio não tem) neve para esquiar. A terceira cidade mais populosa do país já foi eleita diversas vezes o melhor lugar do mundo para viver. É moderna, culta, cool e sustentável. Tem restaurantes estrelados, boutiques de moda, galerias de arte, praias, e arranha-céus cintilantes que se misturam a prédios históricos.

 

Chambar

568 Beatty St, Vancouver, BC, Canada

Para curtir o clima friozinho da cidade, a dica é abrir o apetite tomando um drink em um dos restaurantes mais hypes da cidade. O Chambar é sustentável, carbono free e utiliza só ingredientes sazonais e orgânicos para criar seus pratos que têm influência da cozinha belgo-francesa como moules frites, mexilhões preparados com vinho branco e servidos com a concha.

VISITE O SITE
 

Hawksworth

801 WEST GEORGIA STREET, VANCOUVER, BRITISH COLUMBIA

Instalado no Rosewood hotel, o restaurante tem vista para a rua e uma série de diferentes ambientes. A cozinha do chef David Hawksworth é cosmopolita, com muitas influências e um toque leve e moderno como o ombro de cordeiro com molho de tangerina e sementes de abóbora.

VISITE O SITE
 

Diamond

6 Powell St, Vancouver, BC, Canada

O Diamond fica no topo de um edifício histórico, onde já funcionou um bordel. Hoje é um local sofisticado e despretensioso, decorado com móveis modernos que se misturam a arquitetura do início do século 20. Perfeito para um ‘esquenta’ seguido de jantar ou para uma balada regada a Buck Buck Mule (London Dry Gin, xerez, pepino e cerveja de gengibre).

VISITE O SITE
 

Vij's

1480 11th Avenue West, Vancouver, BC, Canada

Vikram Vij é um dos top chefs mais famosos do Canadá. Sua fama veio justamente dos pratos da culinária contemporânea que ele prepara usando como base, receitas tradicionais indianas. Seu restaurante é considerado o melhor de comida indiana do Canadá. O Vij não aceita reservas, portanto, espere filas de cerca de uma hora, a qualquer hora.

VISITE O SITE

 

The Burrard

1100 Burrard Street, Vancouver, BC, Canada

O boutique-hotel-design-retrô fica em um dos melhores lugares do centro. Ruas charmosas como Granville Street, Davie Street, Yaletown, estão há poucos minutos do hotel e podem ser acessadas a pé ou pedalando as bicicletas elétricas que o hotel empresta gratuitamente. O Burrad acaba de passar por uma renovação enorme de milhões de dólares e ganhou 72 quartos luxuosos com mobiliário premium, docking station para iPod e máquinas de café expresso.

VISITE O SITE
 

Rosewood

01 W Georgia St, Vancouver

O histórico hotel aberto em 1927, no coração de Vancouver, acaba de remodelar sua suite presidencial no 45º andar que agora tem 350m2, sala de mídia e varanda privativa com vista 180 graus para o sul da cidade. O restante dos 156 quartos também não deixa a desejar no quesito luxo e espaço. O hotel já foi eleito diversas vezes pela Forbes e pela Condé Nast como um dos melhores do Canadá.

VISITE O SITE
 

Fairmont

900 W Georgia St, Vancouver, BC, Canada

O hotel continua imponente desde 1939, quando abriu apenas para a visita do rei George VI. O lobby espaçoso é decorado com peças clássicas e art deco sobre o piso de de mosaico de mármore. Vintage, tem 556 quartos de tamanhos e estilos bem diferentes. A localização é excelente: ele fica em meio a restaurantes e as melhores lojas do centro da cidade.

VISITE O SITE

  1. Compras no Granville Island, um shopping a céu aberto que fica numa localização cênica: uma península à beira-mar. Passeie por vielas charmosas e encontre lojas de moda, jóias, decoração, restaurantes e ateliês de artistas.
  2. Caçar e conhecer as diferenças entre um cogumelo gourmet e um venenoso em um passeio de duas horas – com almoço – pelo Stanley Park, um dos maiores espaços verdes do centro da cidade, com uma variedade enorme de árvores, cachoeiras e lagos. Para reservar, clique aqui.
  1. Tomar o coquetel da moda: Inception Negroni, um Negroni clássico preparado dentro de um cubo de gelo, no bar do Rosewood Hotel Georgia.
  1. Curtir as trilhas do Jardim Botânico VanDusen. Nos dois jardins – Asian Garden e North Gardens – há mais de 8 mil espécies de plantas.
  1. Passear pela ponte suspensa de Capilano (Capilano Suspension Bridge) que fica em um santuário ecológico em North Vancouver. A ponte é um dos cartões postais da cidade, tem 140 metros de comprimento, balança e fica 70 metros acima do Rio Capilano. Foi cenário de um dos filmes de Indiana Jones.
  1. Assistir a um jogo no BC Place, o maior estádio com teto inflável do mundo. A temporada de rugby, um dos esportes que os canadenses mais gostam, dura quase o ano todo.
  1. Patinar na Praça Robson. A pista de gelo fica no meio do centro cívico, onde estão os prédios do executivo, legislativo e judiciário e uma galeria de arte moderna.
  1. Passar um dia inteiro no Vancouver Aquarium, um dos maiores da América do Norte para ver tubarões, animais marinhos exóticos e até baleias.
  1. Apreciar as mais de 10 mil obras de arte na Vancouver Art Gallery. O prédio onde fica a galeria é uma atração à parte – é um edifício histórico, de mais de 100 anos, totalmente renovado.
  2. Passear de trem pelas Montanhas Rochosas para ver vistas deslumbrantes das montanhas de Vancouver e seus lagos.

  1. Pegar um trânsito na Lions Gate Bridge, a ponte pênsil que cruza o Burrard Inlet e liga Vancouver a Norht Vancouver. Nos dias de tráfego mais pesado, passam mais de 70 mil veículos em seus (quase) 2 km.
  1. Encarar uma longa escadaria no meio do mato para chegar a Wreck Beach. A praia é de nudismo mas ninguém é obrigado a ficar pelado. Só tome cuidado ao olhar para quem está nu – respeito nesses locais é primordial.
  1. Ao pedir informações nas ruas é muito provável que você dê de cara com um dos milhares de imigrantes que vivem lá, sobretudo orientais. Apenas 30% da população é realmente canadense. A mistura de sotaques é grande e pode te confundir. Procure um canadense, eles têm a maior boa vontade em te ajudar.
  1. Falar baixo. Brasileiro tem mania de falar alto mas em Vancouver, todo mundo fala baixinho. Até porque as paredes deixam os sons passarem. Então cuidado ao namorar, alguém pode te ouvir.
  1. Canadenses não sabem quase nada sobre o Brasil e não entendem muito nosso jeito expansivo de ser.

Kitsilano é um bairro residencial, que tem lojas bacanas, restaurantes de alto padrão, cafés charmosos e praia praticamente exclusiva. Para conhecer a vida dos moradores, caminhe pelas Granville e Broadway.

 

Vancouver fica na British Columbia, extremo oeste do Canadá e faz divisa com os Estados Unidos, bem perto de Seattle. Entre as duas cidades, são 232 km de distância, ou cerca de duas horas e meia de carro. A cidade tem uma população jovem, uma vibe boa e um dos melhores níveis de segurança do mundo. Lá não faz tão frio como em outras cidades canadenses da costa leste, mas chove muito entre outubro a março. Não é a toa que o apelido da cidade é Raincouver, ou Vanchuver, aportuguesado. Apesar do céu cinza, há muita cor na cidade, inclusive nos seis silos de concreto de 23 metros de altura em Granville Island. Cada um deles foi pintado pelos grafiteiros brasileiros, conhecidos como OsGêmeos, Octavio e Gustavo Gandolfo.

Cultura

Gastronomia

Chambar

568 Beatty St, Vancouver, BC, Canada

Hawksworth

801 WEST GEORGIA STREET, VANCOUVER, BRITISH COLUMBIA

Diamond

6 Powell St, Vancouver, BC, Canada

Vij's

1480 11th Avenue West, Vancouver, BC, Canada

Hospedagem

The Burrard

1100 Burrard Street, Vancouver, BC, Canada

Rosewood

01 W Georgia St, Vancouver

Fairmont

900 W Georgia St, Vancouver, BC, Canada

Noite

Consumo

Esportes

Música

Pontos Turísticos

10 coisas que você deve fazer

  1. Compras no Granville Island, um shopping a céu aberto que fica numa localização cênica: uma península à beira-mar. Passeie por vielas charmosas e encontre lojas de moda, jóias, decoração, restaurantes e ateliês de artistas.
  2. Caçar e conhecer as diferenças entre um cogumelo gourmet e um venenoso em um passeio de duas horas – com almoço – pelo Stanley Park, um dos maiores espaços verdes do centro da cidade, com uma variedade enorme de árvores, cachoeiras e lagos. Para reservar, clique aqui.
  1. Tomar o coquetel da moda: Inception Negroni, um Negroni clássico preparado dentro de um cubo de gelo, no bar do Rosewood Hotel Georgia.
  1. Curtir as trilhas do Jardim Botânico VanDusen. Nos dois jardins – Asian Garden e North Gardens – há mais de 8 mil espécies de plantas.
  1. Passear pela ponte suspensa de Capilano (Capilano Suspension Bridge) que fica em um santuário ecológico em North Vancouver. A ponte é um dos cartões postais da cidade, tem 140 metros de comprimento, balança e fica 70 metros acima do Rio Capilano. Foi cenário de um dos filmes de Indiana Jones.
  1. Assistir a um jogo no BC Place, o maior estádio com teto inflável do mundo. A temporada de rugby, um dos esportes que os canadenses mais gostam, dura quase o ano todo.
  1. Patinar na Praça Robson. A pista de gelo fica no meio do centro cívico, onde estão os prédios do executivo, legislativo e judiciário e uma galeria de arte moderna.
  1. Passar um dia inteiro no Vancouver Aquarium, um dos maiores da América do Norte para ver tubarões, animais marinhos exóticos e até baleias.
  1. Apreciar as mais de 10 mil obras de arte na Vancouver Art Gallery. O prédio onde fica a galeria é uma atração à parte – é um edifício histórico, de mais de 100 anos, totalmente renovado.
  2. Passear de trem pelas Montanhas Rochosas para ver vistas deslumbrantes das montanhas de Vancouver e seus lagos.

5 coisas que você não pode evitar

  1. Pegar um trânsito na Lions Gate Bridge, a ponte pênsil que cruza o Burrard Inlet e liga Vancouver a Norht Vancouver. Nos dias de tráfego mais pesado, passam mais de 70 mil veículos em seus (quase) 2 km.
  1. Encarar uma longa escadaria no meio do mato para chegar a Wreck Beach. A praia é de nudismo mas ninguém é obrigado a ficar pelado. Só tome cuidado ao olhar para quem está nu – respeito nesses locais é primordial.
  1. Ao pedir informações nas ruas é muito provável que você dê de cara com um dos milhares de imigrantes que vivem lá, sobretudo orientais. Apenas 30% da população é realmente canadense. A mistura de sotaques é grande e pode te confundir. Procure um canadense, eles têm a maior boa vontade em te ajudar.
  1. Falar baixo. Brasileiro tem mania de falar alto mas em Vancouver, todo mundo fala baixinho. Até porque as paredes deixam os sons passarem. Então cuidado ao namorar, alguém pode te ouvir.
  1. Canadenses não sabem quase nada sobre o Brasil e não entendem muito nosso jeito expansivo de ser.

O que há de especial

Kitsilano é um bairro residencial, que tem lojas bacanas, restaurantes de alto padrão, cafés charmosos e praia praticamente exclusiva. Para conhecer a vida dos moradores, caminhe pelas Granville e Broadway.

 

TOP

Vancouver fica na British Columbia, extremo oeste do Canadá e faz divisa com os Estados Unidos, bem perto de Seattle. Entre as duas cidades, são 232 km de distância, ou cerca de duas horas e meia de carro. A cidade tem uma população jovem, uma vibe boa e um dos melhores níveis de segurança do mundo. Lá não faz tão frio como em outras cidades canadenses da costa leste, mas chove muito entre outubro a março. Não é a toa que o apelido da cidade é Raincouver, ou Vanchuver, aportuguesado. Apesar do céu cinza, há muita cor na cidade, inclusive nos seis silos de concreto de 23 metros de altura em Granville Island. Cada um deles foi pintado pelos grafiteiros brasileiros, conhecidos como OsGêmeos, Octavio e Gustavo Gandolfo.

  •   Todos

  •   Cultura

  •   Gastronomia

  •   Hospedagem

  •   Noite

  •   Consumo

  •   Esporte

  •   Música

  •   Pontos
    turísticos
Avalie esse destino:
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas

Instagram

Marque suas fotos com a localização e a hashtag #topdestinos para aparecer no nosso mural.

Leia Também

 

Sevilha

 

Sevilha

Uma cidade quente. Este é o primeiro adjetivo que ocorre para definir Sevilha – e não só porque ela recebe um sol abrasador no verão, quando os termômetros rondam os 40 graus. A capital da…

 

Santiago de Compostela

 

Santiago de Compostela

Quem já esteve em Santiago de Compostela sabe que sempre será indagado sobre o roteiro que fez para chegar lá. Foi a pé ou de bicicleta? Partiu da Espanha, da França ou de Portugal? A…

 

Toronto

 

Toronto

Toronto fica junto ao Lago Ontário e atrai pessoas de todas as partes do mundo, que ali não só passam férias, mas, também, a escolhem para viver. Bairros típicos como Chinatown, Little Italy, Greektown, Little…

  •   Todos

  •   Cultura

  •   Gastronomia

  •   Hospedagem

  •   Noite

  •   Consumo

  •   Esporte

  •   Música

  •   Pontos
    turísticos