TOP Destinos

Compartilhar:

AustráliaMelbourne

 
Avalie esse destino:
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas


Entra ano, sai ano, e Melbourne se mantém no topo do ranking feito pela revista The Economist sobre as melhores cidades do mundo para se viver. Mas não são só os moradores que são bem tratados nesta metrópole australiana de ares europeus. Viajantes de todo o mundo ficam maravilhados com a qualidade dos serviços públicos prestados, a invejável oferta cultural e gastronômica e as belas paisagens naturais das região.

 

Ezard

187 Flinders Lane, Melbourne, Vitória, Austrália

Apostando na mistura de sabores asiáticos e ingredientes nativos, o chef Teage Ezard mostra por que se transformou em um dos maiores nomes da gastronomia australiana.

VISITE O SITE
 

Flower Drum

17 Market Lane, Melbourne, Vitória, Austrália

Restaurante chinês de altíssima qualidade fundado em 1975. Hoje, é um dos mais elogiados de Melbourne, com um requintado menu de comida cantonesa.

VISITE O SITE
 

Attica

74 Glen Eira Rd, Ripponlea, VIC, 3185, Austrália

O restaurante do aclamado chef Ben Shewry ocupa o 32º lugar no último ranking dos 50 melhores do mundo. Instalado num casarão no subúrbio, serve comida australiana e contemporânea.

VISITE O SITE
 

Cutler&Co.

55–57 Gertrude St., Fitzroy 3065, Melbourne, Victoria, Austrália

O agitado restaurante, instalado na badalada Gertrude Street, tem, além das mesas do salão, um balcão diante da cozinha onde pode-se acompanhar o preparo de pratos contemporâneos e ecléticos concebidos pelo chef Andrew McConnel.


VISITE O SITE
 

Vue Du Monde

Rialto Tower Level 55, 525 Collins Street, Melbourne, Victoria, Austrália

Vue du Monde

No Vue du Monde é imperativa uma parada no bar -- pelas bebidas e pelo cenário -- antes de sentar-se no salão, de cujas janelas se descortina uma vista espetacular, e em cujos pratos desfilam as surpresas criativas do chef Shannon Bennett.

Rialto Tower Level 55, 525 Collins Street, Melbourne, Victoria, Austrália


VISITE O SITE

 

The Langham Melbourne

1 Southgate Avenue, Melbourne, Vitória, Austrália

Situado às margens do Rio Yarra, o hotel tem uma piscina com vista para toda a cidade e um spa com uma ampla variedade de massagens e tratamentos de beleza.

VISITE O SITE
 

The Larwill Studio

48 Flemington Road, Parkville, Vitória, Austrália

Decorado com obras do artista David Larwill, o hotel é uma boa pedida para quem quer sair do agito do centro. Para relaxar, há tapetes de ioga nos quartos e guias de meditação.

VISITE O SITE
 

Alto Hotel On Bourke

636 Bourke Street, Melbourne, Vitória, Austrália

Para os amigos da natureza, o premiado hotel se destaca por ser sustentável e por ser o primeiro na Austrália a compensar a emissão de gás carbônico com o plantio de árvores.

VISITE O SITE

  1. Quer ter uma ideia geral da cidade antes de definir o roteiro? Faça o City Circle Tram, um passeio gratuito de bonde, que inclui diversas atrações turísticas.
  2. Depois de ter uma visão geral, escolha os locais que quer conhecer com calma. Uma sugestão é começar percorrendo tranquilamente as descoladas vielas do centro, como a Hardware Lane, cheia de cafés charmosos; a ACDC Lane, para os fãs da mítica banda australiana; a luxuosa Royal Lane; e a mais famosa de todas, a Hosier Lane, com suas paredes lindamente grafitadas.
  3. Cruzando o Rio Yarra, que corta a cidade, você chegará a Southbank, uma vibrante região cheia de restaurantes e artistas de rua. Aproveite para se sentar na beira do rio e apreciar uma vista incrível, com os arranha-céus de Melbourne ao fundo.
  4. Também em Southbank, você vai encontrar o Eureka Skydeck, uma torre de 297 metros de altura, que tem o elevador mais rápido do hemisfério sul (9 metros por segundo). Na mesma região, estão a National Gallery of Victoria e o Shrine of Remembrance (Santuário da Lembrança), um memorial dedicado às vítimas da Primeira Guerra Mundial.
  5. Ao sul do rio está a famosa praia de St. Kilda. Passeie pelo píer no final da tarde e veja o belíssimo pôr do sol. Se tiver sorte, você poderá ver pinguins saindo do mar.
  6. Dê uma esticada até Brighton Beach, a 14 quilômetros do centro. Lá fica um dos cartões-postais de Melbourne, a Dendy Street Beach, um conjunto de 82 casinhas coloridas na areia.
  7. Quem quiser fazer compras, principalmente souvenirs, deve dar um pulo no vibrante Queen Victoria Market. Outrasugestão é visitar Fitzroy, um bairro hipster cheio de lojas descoladas, outlets de grifes famosas e feirinhas. A região da Chapel Street também está na moda e merece uma parada.
  8. Vale a pena pedalar por Melbourne. Além de contar com uma ampla rede de ciclovias, a cidade tem diversos pontos de aluguel de bicicletas. Mas o melhor de tudo é que a cultura de respeito ao ciclista predomina. Então, passeie sem medo.

    Jardim Botânico
  9. Descanse em um dos muitos e bem cuidados parques e jardins de Melbourne. O mais indicado é o Jardim Botânico. Criado em 1846, possui mais de 10 mil espécies diferentes de plantas. Outra boa opção é o Fitzroy Gardens, que além de lindo, fica pertinho do centro.
  10. Se quiser estar mais próximo ainda da natureza, vá para a Phillip Island, a cerca de 140 km da cidade. A maior atração é a Penguin Parade, onde você poderá acompanhar o trajeto dos pinguins do mar aos ninhos. Outro lugar interessante é o “The Nobbies”, um parque com mirantes de onde é possível ver baleias migratórias.

  1. Passar inúmeras vezes na fervilhante Federation Square. À primeira vista, ela nem parece tão interessante, mas não se engane: ela é palco dos principais eventos da cidade (mais de dois mil por ano). Lá, você vai encontrar museus, cinemas, teatros, galerias, restaurantes, além do excelente centro de informação turística de Melbourne.
  2. Ver coalas e cangurus por todos os lados: em fotos, miniaturas, estampas de camisetas e, claro, ofertas de passeios. Para quem quer vê-los realmente de perto, o lugar mais indicado é a Kangaroo Island, famosa pelos parques com animais típicos australianos. Só há um pequeno inconveniente: a ilha está a quase mil quilômetros de Melbourne.
  3. Comparar Melbourne e Sydney. É verdade que a capital é mais visitada e badalada, mas Melbourne é apontada como a mais ativa culturalmente, com uma invejável agenda de eventos de grande porte, como o GP de Fórmula 1 e o Aberto da Austrália de Tênis.
  4. Você vai escutar que o tempo em Melbourne varia muito e que é possível passar pelas quatro estações do ano em apenas um dia. Os moradores também costumam dizer o seguinte: se você não gostar do tempo que está fazendo em Melbourne, pode ficar tranquilo, porque ele vai mudar dentro de meia hora.
  5. Voltar para o Brasil com “gostinho de quero mais”. Quem visita Melbourne e outras cidades australianas fica, inevitavelmente, com a frustração de não ter conseguido visitar todos os lugares que havia planejado, já que as distâncias são longas e a lista de atrações é quase infinita.


Melbourne é conhecida como a metrópole europeia da Austrália, graças aos edifícios de arquitetura vitoriana e às ruas repletas de cafés, galerias, música ao vivo e artistas de rua. Também é famosa pela qualidade de vida e pela preocupação com o meio ambiente. Além de uma extensa rede de ciclovias e pontos de bicicletas públicas, ela oferece diversos parques e jardins bem cuidados. A cidade não conta com monumentos emblemáticos como Sydney, mas exala criatividade e vanguardismo no dia-a-dia. É uma vitalidade tão evidente aos olhos de quem a visita,mas praticamente invisível em um cartão-postal.


Reserve, pelo menos, dois dias para fazer um passeio memorável pela Great Ocean Road, a estrada mais famosa da Austrália, com 240 quilômetros de extensão. As paisagens da costa são deslumbrantes, especialmente as formações rochosas que saem do mar, conhecidas como “12 Apóstolos”. Alugue um carro para poder parar calmamente nas praias e curtir os cenários incríveis da mítica região. Se tiver sorte, poderá ver coalas selvagens sobre as árvores ao longo do trajeto. Em alguns pontos, dá até para parar e fotografá-los.

Cultura

Gastronomia

Ezard

187 Flinders Lane, Melbourne, Vitória, Austrália

Flower Drum

17 Market Lane, Melbourne, Vitória, Austrália

Attica

74 Glen Eira Rd, Ripponlea, VIC, 3185, Austrália

Cutler&Co.

55–57 Gertrude St., Fitzroy 3065, Melbourne, Victoria, Austrália

Vue Du Monde

Rialto Tower Level 55, 525 Collins Street, Melbourne, Victoria, Austrália

Hospedagem

The Langham Melbourne

1 Southgate Avenue, Melbourne, Vitória, Austrália

The Larwill Studio

48 Flemington Road, Parkville, Vitória, Austrália

Alto Hotel On Bourke

636 Bourke Street, Melbourne, Vitória, Austrália

Noite

Consumo

Esportes

Música

Pontos Turísticos

10 coisas que você deve fazer

  1. Quer ter uma ideia geral da cidade antes de definir o roteiro? Faça o City Circle Tram, um passeio gratuito de bonde, que inclui diversas atrações turísticas.
  2. Depois de ter uma visão geral, escolha os locais que quer conhecer com calma. Uma sugestão é começar percorrendo tranquilamente as descoladas vielas do centro, como a Hardware Lane, cheia de cafés charmosos; a ACDC Lane, para os fãs da mítica banda australiana; a luxuosa Royal Lane; e a mais famosa de todas, a Hosier Lane, com suas paredes lindamente grafitadas.
  3. Cruzando o Rio Yarra, que corta a cidade, você chegará a Southbank, uma vibrante região cheia de restaurantes e artistas de rua. Aproveite para se sentar na beira do rio e apreciar uma vista incrível, com os arranha-céus de Melbourne ao fundo.
  4. Também em Southbank, você vai encontrar o Eureka Skydeck, uma torre de 297 metros de altura, que tem o elevador mais rápido do hemisfério sul (9 metros por segundo). Na mesma região, estão a National Gallery of Victoria e o Shrine of Remembrance (Santuário da Lembrança), um memorial dedicado às vítimas da Primeira Guerra Mundial.
  5. Ao sul do rio está a famosa praia de St. Kilda. Passeie pelo píer no final da tarde e veja o belíssimo pôr do sol. Se tiver sorte, você poderá ver pinguins saindo do mar.
  6. Dê uma esticada até Brighton Beach, a 14 quilômetros do centro. Lá fica um dos cartões-postais de Melbourne, a Dendy Street Beach, um conjunto de 82 casinhas coloridas na areia.
  7. Quem quiser fazer compras, principalmente souvenirs, deve dar um pulo no vibrante Queen Victoria Market. Outrasugestão é visitar Fitzroy, um bairro hipster cheio de lojas descoladas, outlets de grifes famosas e feirinhas. A região da Chapel Street também está na moda e merece uma parada.
  8. Vale a pena pedalar por Melbourne. Além de contar com uma ampla rede de ciclovias, a cidade tem diversos pontos de aluguel de bicicletas. Mas o melhor de tudo é que a cultura de respeito ao ciclista predomina. Então, passeie sem medo.

    Jardim Botânico
  9. Descanse em um dos muitos e bem cuidados parques e jardins de Melbourne. O mais indicado é o Jardim Botânico. Criado em 1846, possui mais de 10 mil espécies diferentes de plantas. Outra boa opção é o Fitzroy Gardens, que além de lindo, fica pertinho do centro.
  10. Se quiser estar mais próximo ainda da natureza, vá para a Phillip Island, a cerca de 140 km da cidade. A maior atração é a Penguin Parade, onde você poderá acompanhar o trajeto dos pinguins do mar aos ninhos. Outro lugar interessante é o “The Nobbies”, um parque com mirantes de onde é possível ver baleias migratórias.

5 coisas que você não pode evitar

  1. Passar inúmeras vezes na fervilhante Federation Square. À primeira vista, ela nem parece tão interessante, mas não se engane: ela é palco dos principais eventos da cidade (mais de dois mil por ano). Lá, você vai encontrar museus, cinemas, teatros, galerias, restaurantes, além do excelente centro de informação turística de Melbourne.
  2. Ver coalas e cangurus por todos os lados: em fotos, miniaturas, estampas de camisetas e, claro, ofertas de passeios. Para quem quer vê-los realmente de perto, o lugar mais indicado é a Kangaroo Island, famosa pelos parques com animais típicos australianos. Só há um pequeno inconveniente: a ilha está a quase mil quilômetros de Melbourne.
  3. Comparar Melbourne e Sydney. É verdade que a capital é mais visitada e badalada, mas Melbourne é apontada como a mais ativa culturalmente, com uma invejável agenda de eventos de grande porte, como o GP de Fórmula 1 e o Aberto da Austrália de Tênis.
  4. Você vai escutar que o tempo em Melbourne varia muito e que é possível passar pelas quatro estações do ano em apenas um dia. Os moradores também costumam dizer o seguinte: se você não gostar do tempo que está fazendo em Melbourne, pode ficar tranquilo, porque ele vai mudar dentro de meia hora.
  5. Voltar para o Brasil com “gostinho de quero mais”. Quem visita Melbourne e outras cidades australianas fica, inevitavelmente, com a frustração de não ter conseguido visitar todos os lugares que havia planejado, já que as distâncias são longas e a lista de atrações é quase infinita.

O que há de especial


Melbourne é conhecida como a metrópole europeia da Austrália, graças aos edifícios de arquitetura vitoriana e às ruas repletas de cafés, galerias, música ao vivo e artistas de rua. Também é famosa pela qualidade de vida e pela preocupação com o meio ambiente. Além de uma extensa rede de ciclovias e pontos de bicicletas públicas, ela oferece diversos parques e jardins bem cuidados. A cidade não conta com monumentos emblemáticos como Sydney, mas exala criatividade e vanguardismo no dia-a-dia. É uma vitalidade tão evidente aos olhos de quem a visita,mas praticamente invisível em um cartão-postal.

TOP


Reserve, pelo menos, dois dias para fazer um passeio memorável pela Great Ocean Road, a estrada mais famosa da Austrália, com 240 quilômetros de extensão. As paisagens da costa são deslumbrantes, especialmente as formações rochosas que saem do mar, conhecidas como “12 Apóstolos”. Alugue um carro para poder parar calmamente nas praias e curtir os cenários incríveis da mítica região. Se tiver sorte, poderá ver coalas selvagens sobre as árvores ao longo do trajeto. Em alguns pontos, dá até para parar e fotografá-los.

  •   Todos

  •   Cultura

  •   Gastronomia

  •   Hospedagem

  •   Noite

  •   Consumo

  •   Esporte

  •   Música

  •   Pontos
    turísticos
Avalie esse destino:
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas

Instagram

Marque suas fotos com a localização e a hashtag #topdestinos para aparecer no nosso mural.

Leia Também

 

Boston

 

Boston

A cidade das melhores universidades do mundo (ninguém contesta), orgulha-se de carregar a história da nação — até com uma certa arrogância famosa nos Estados Unidos. Do porto, ao campanário da Old North Church, tudo…

 

Havana

 

Havana

A capital cubana nunca esteve tão em evidência quanto agora. A reaproximação com os Estados Unidos, que em breve porá fim ao asfixiante bloqueio econômico, já deu frutos inesperados: a visita de Barack Obama, o…

 

Dubai

 

Dubai

Quem gosta de Miami vai achar Dubai melhor ainda. Se quiser fazer compras, Dubai tem tudo — mas é caro, apesar da isenção de impostos. Se quiser balada, Dubai bomba. Quem gosta de praia, pode…

  •   Todos

  •   Cultura

  •   Gastronomia

  •   Hospedagem

  •   Noite

  •   Consumo

  •   Esporte

  •   Música

  •   Pontos
    turísticos